Seguidores

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

DESILUSÕES
















DESILUSÕES

Nas tardes lindas
que vão passando
eu me entristeço,
e uma angustia
vai se fazendo
na noite mansa...

E eu sozinha,
na madrugada
perco meu sono,
o sol desponta
e de tantos sonhos
so restam sombras

Doroni

17 comentários:

Paulo Francisco disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paulo Francisco disse...

perdão retirei o primeiro comentário pq tinha um erro gravíssimo (risos).
Repito (agora sem o erro): Às vezes se está sozinho mesmo acompanhado. Seu poema é triste. mas é belo. Um beijo.

Doroni Hilgenberg disse...

Paulo, são as peças que a vida prega. A gente sempre pensa que o amor é eterno...
bjs

Denise disse...

Amiga, obrigada pela visita. Achei belo teu poema. E às vezes é o que p Paulo comentou: Acompanhados, mas na verdade sozinhos. É a pior solidão, a da alma.

Otelice Soares disse...

Parabéns pelo poema.
pois é, minha querida, concordo com você: são esses anseios de eternidade que, quase sempre, nos faz sofrer.mas vale para a reconstrução e, inclusive para a inspiração de tão belo poema.
Ah, fiquei feliz ao ler, mais uma vez, o seu comentário, lá no meu cantinho.Obrigada. Será, sempre, bem vinda.
Bj. no teu coração.

Rodrigo Passos disse...

lindo!

Graça Pereira disse...

Quem não tem desilusões? Talvez cantadas em verso, elas fiquem mais ténues... O poema lindo, pode ser desfiado nessas longas madrugadas em que as horas se negam a passar...
Como te entendo!
Mil beijos
Graça

DIABINHOSFORA disse...

"...e de tantos sonhos
so restam sombras."

Tantas vezes isso acontece. Mas a vida tem ciclos, tudo há-de acontecer de novo, tudo há-de voltar a estar bem:)

Beijo grande

Helen De Rose disse...

Desilusões sempre me trouxeram um aprendizado, Doroni. Adorei o fundo do seu blog, parece que entramos no manto estelar do Universo. Lindo!

Carlos Gonçalves disse...

Doroni, a poesia é uma forma de libertação de uma alma amordaçada.
Nestas palavras lindas, sentidas, eu sinto um pouco de mim, tantos sonhos que são sombras, tantas manhãs que não são mais que anoiteceres...
Beijo, doce, querida.
Carlos

DE-PROPOSITO disse...

so restam sombras
----------
Sombras, que quando as perseguimos sempre se afastam. E se nos afastamos, perseguem-nos.
---------
Felicidades.
Manuel

José María Souza Costa disse...

Doroni, bom dia. Estou aqui pra deixar a vc o meu abraço e o meu apreço.Eu adoro o seu blog. Belíssimo.Elegante. Tomara que a felicidade envolva você.
Fique com Deus querida.Toda vez que vc comenta em nosso blog, as pessoas dizem que ele fica mais elegante.
Abrass

Antonio disse...

Como diz Adriana Falcão : "Desilusão é quando anoitece em você contra a vontade do dia.". Porém, devemos lembrar que há beleza na noite,nas noites existem estrelas. E em tudo, pode-se desvendar um pouquinho de luz.
Como o Paulo já disse : seu poema é triste, mas belo.

José María Souza Costa disse...

Vim aqui deixar o meu abraço, o meu apreço e o meu respeito por este ESPAÇO
Que as flores de novembro, os envolvem com o seu " Perfumar".

Antonio disse...

Volto ao teu blog,para uma breve revisita e te desejar um ótimo domingo e uma ótima semana

Carlos Gonçalves disse...

Querida Doroni, passei por aqui para sentir-te, para dar-te um beijo...
Escreves pouco, querida, saudades tuas!
Beijo, doce, em ti.
Carlos

João Ferreira disse...

Amiga querida,

Sei que não é fácil, mas a vida tem mesmo desilusões (Salomão o sábio que o diga quando escreveu o Eclesiastes),entretanto mesmo com desilusões a vida continua sendo bela.
Doroni, reconfigurei minha página e estou recebendo comentários de novo, espero por ti lá.

Abraço,

João