Seguidores

quinta-feira, 9 de julho de 2009

LEVA-ME


LEVA-ME


Leva-me contigo agora
Nesta noite de saudade
Antes que a magia
Se acabe
E antes que o silêncio
Se complete

Porque amanhã
Quando o sol se por
E chorando tu voltares
Não estarei aqui...
Não estarei aqui!

Lembrarei das noites
que passei te bem querendo
Das noites que passei
Te esperando...
Das noites de amor
E fantasia
Das noites de prazer
Quanta alegria
E das noites de sufoco
E agonia!


13 comentários:

(Apollo-onze) disse...

Permita-me que eu "leve" este seu lindo texto e o guarde em meu coração por longos anos. Pois nele, vi e vivi um pouco daquilo que uma vez por outra castiga implacavelmente a minha alma quase sempre perdida.
Os meus sinceros parabéns tanto pelo lindo blogue como pelos maravilhosos textos que dão um colorido muito especial ao mesmo. Apenas li alguns dos seus textos mas prometo voltar pois num ápice eu fiquei seu incondicional fã.
Mil obrigados pelo seu tão generoso comentário e pela sua sempre bem-vinda visita ao meu "cantinho".

Mil poéticos beijinhos para si amiga e ilustre poetisa Doroni H.

Fanzine Episódio Cultural disse...

O Episódio Cultural é um fanzine bimestral (2 mil exemplares), distribuído gratuitamente na região sul de Minas Gerais. Segundo o editor, Carlos Roberto de Souza, o objetivo é divulgar todas as manifestações culturais e as pessoas (profissionais ou não) que nelas atuam gratuitamente:
Poemas, contos, livros, escritores, cinema, teatro, esporte, moda, folclore, Artes Plásticas, grafiti, música, bandas, curiosidade, turismo... Entre em contato e participe...Divulguem-se!

Contatos;
Carlos (editor)
(35) 3295-6106 (Machado-MG)
machadocultural@gmail.com
http://www.fanzineepisodiocultural.blogspot.com
www.myspace.com/tarokid2003

Sandálias do Outono disse...

Me conta como me encontrou logo, sou curioso! Um beijo.

Charles Silva.

Doroni Hilgenberg disse...

Apollo,

Obrigada pelo carinho e pela leitura, que bom que os poemas te agradaram. E é verdade, nossa alma anda por ai meio perdida.
Também gostei muito do seu Blog e irei sempre em seu cantinho


Carlos,
Obrigada pelo convite.
me farei presente e divulgarei

Charles,

Eu simplesmente te encontrei com um Clic no "Próximo Blog" e adorei o teu poema " Entrega em Domicilio" É d+...

Bjs para todos os amigos

O Profeta disse...

Haverá?! Há sempre uma deusa perdida
Nos labirintos da contradição
Há sempre alguém que usa a palavra amor
Soprando doce veneno ao coração
Há sempre alguém que nos diz coisas tontas
Há sempre alguém que afugenta a Saudade
Há sempre alguém que nos marca a ferro frio
Há sempre uma alma ausente da verdade

Bom fim de semana


Doce beijo

Sandálias do Outono disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Whesley Fagliari dos Santos disse...

Olá,

Muito obrigado por sua presença... Estarei aqui contigo tb! Lindo o espaço! Lindas as poesias! Adorei! Parabéns!

com carinho,
Whesley Fagliari - Nômade Escola de Poesia

IVANCEZAR disse...

Os sentimentos,
minha carísima Doroni ,
sempre transitam
entre os espaços
vazios
fechados
ou abertos

Belo poema !

Doroni Hilgenberg disse...

Amigos

Obrigada a todos pelas visitas em
meu Blog
Contar com vocês comentando meus textos é um prêmio.
bjs a todos.

celina vasques disse...

BELISSIMO POEMA QUERIDA AMIGA POETA!
MEUS APLAUSOS!


beijos meus!

Guilherme B.R. disse...

Muito bonito isto Droni!
Me lembra aquele amor adolecente, meio malícia meio inocênte... onde tudo se descobre...num mundo desconhecido e belo, que os olhos e coração estão por desvendar...e fluem como a água dum rio...que corre para o mar.

lidia disse...

Cara amiga!

Copiei a sua poesia, (dei os créditos, naturalmente). "Linkei" os nossos blogs!!!


Bjos...

Tais Luso de Carvalho disse...

Olá, amiga: estou no momento lendo seus poemas; realmente tocam, mas são meigos; dão uma certa nostalgia, mas são delicados e verdadeiros. Quem de nós não passa por isso? Quem de nós não têm certas frustrações? E quem de nós não têm mágoas da vida ou de alguém? Estou encantada, virei sempre.Tenho lido muitos poemas dos amigos, mas os seus têm um 'quê' que me agradou bastante.

Quero agradecer sua visita, também.
Meu afeto.
tais luso