Seguidores

sexta-feira, 31 de julho de 2009

DEVANEIOS



DEVANEIOS

Inventei um cavalo alado
para meu próprio prazer,
peguei carona com o vento
e parti veloz pelo espaço sideral.
Passei por nuvens de prata
pequei uma estrela de ouro
avistei objetos estranhos
levei um ET na garupa.

E vi as naves na lua
mas a Lua ainda sem dono
com o valente São Jorge
sendo o seu guardião.
Vi São Pedro o bom velhinho
com sua túnica celeste
agitado na porta do céu
consultando o livro das almas...
De um lado um monte de anjos
( todos pareciam poetas)
do outro os PCS e os Nayas
fazendo chantagem pra entrar.

Me parecia ver lá dentro
serena a Virgem Maria
adorando Jesus que entoava
o " Cântico dos Cânticos"
para uma legião de crianças
todas iguais entre si
e todas felizes de fato.

Lá de cima eu contemplei
a terra que me parecia
tão pequenina e maldosa
dentro de um mundo cristão.
O poder nas mãos de ingratos
crianças dormindo na rua
velhinhos pedindo esmolas
a violência prosperando
e todos sem proteção...

Voltei para a terra cansada
da viagem feita de sonhos
no " Paraiso Divino"
da minha secreta ilusão.
Deixei o ET nas alturas
dei folga ao cavalo alado
tranquei a porta do sonho
e coloquei meus pés no chão.



TROFÉU APLA ( Academia Pontagrossense de Letras e Artes -)

Este poema foi lido pelo amigo e poeta Overmano, Alcanu ( Álvaro C. Nunes) sexta feira à noite no Sopa de Letrinhas.- SP ( 31-07) quando se realizou um grande encontro entre os Overmanos e foi divulgado os dez melhores poetas do Overmundo entre os quais eu tive o grande prazer de me encontrar. Infelizmente não pude marcar presença devido à distância que isola Manaus do resto do mundo. Mas um dia ainda me farei presente num desses mágicos encontros.

14 comentários:

João Ferreira disse...

Querida amiga Doroni,

Sei que estou em falta contigo, pois a muito não comento seus poemas, entretanto, você, sempre comentando meus textos. Quero te agradecer por tanta gentileza e por me ofercer o "selo de ouro" que não vou colocar no blog, mas já está no meu coração por ser uma oferta de uma pessoa sincera como você.
Agora, sinto muito por você não poder ir a S.Paulo na apresentação do poema. Quem dera pudessemos "pegar carona com o vento" ou galopar velozmente "no vavalo alado".

Abraço forte,

João

Sônia Brandão disse...

Olá, Doroni.
Infelizmente também não pude ir a São Paulo, mas que bom poder ver aqui o seu belo poema.

bjs

Danielle disse...

Olá, Doroni!
Belo, belíssimo texto! Ah, como encanta esta vastidão...O tudo, o nada: indispensáveis.
Um diamante, sem dúvida.
Parabéns pelo blog.
Abraços!

(Apollo-onze) disse...

Minha querida amiga Doroni!
Você deixou-me verdadeiramente deslumbrado com esta sua tão maravilhosa viagem celestial, alias confesso que até fiquei com uma certa "inveja" por eu não ter podido embarcar consigo nesse seu lindo cavalo alado.
Aplaudo de pé com muita emoção pois você assim o merece!

Quanto ao meu texto "Toca-me..." afinal não havia grande código nele para descodificar, o problema esteve num erro de postagem o qual a minha fã Nº1(minha filhota) me chamou atenção para isso e eu já corregi esse pequeno erro.
Peço desculpa por isso, ao mesmo tempo que aproveito para desde já lhe agradecer tanto a sua sempre bem-vinda visita como os seus generosos comentários. Bem-haja a vc minha querida amiga Doroni!

Lice Soares disse...

Quem me dera nas andanças, em sonhos perdidos, em pleno voo, pudesse encontrar-me neste teu sonho e tocar com as mãos todos os sonhos sonhados, caminhos, aqui, perdidos e, com força e fé, trazer um pouco destes sonhos à nossa realidade tão descolorida.
Parabéns, poeta. Aplaudo-te!
Beijos.

Angélica T. Almstadter disse...

Uma beleza amiga Doroni. Eu fico feliz por seu poema ter sido escolhido e por vc estar nessa lista Vip. Sucesso a vc. Beijo >^:^<

Úrsula Avner disse...

Parabéns cara poetisa pela conquista e pelo bonito e criativo poema, bem elaborado em versos recheados de matáforas interessantes. Obrigada pelo seu carinho. Sucesso sempre.

Úrsula Avner disse...

desculpe... quis dizer
" metáforas " . Digitei errado. Bj.

celina vasques disse...

Querida amigPoeta, companheira das tardes de lanches fantásticos, de papos transcendentais, teu poema amiga querida realmente mereceu estar entre os mais bonitos e tua categoria de uma das 10 mais Poetisas do Overmundo pois teu nome é Talento e teu sobrenome POESIA!


Um grande beijo pra ti e minha reverencia profunda!

Rosemildo Sales Furtado disse...

Oi Doroni! Fiquei muito feliz com a tua visita, o comentário e, principalmente, por teres te tornado seguidora do nosso humilde espaço. Isso somente aumenta a minha responsabilidade de melhorar aquilo que crio e escrevo. Volte sempre, pois será um prazer renovado.

Com relação a tua viagem, achei-a simplesmente maravilhosa, inclusive, não foi à toa que classificou-se entre as dez primeiras, foi prova inconteste da tua capacidade. Parabéns!

Beijos,

Furtado.

Z.A. Feitosa disse...

Obrigado, Doroni, por compartilhar comigo a amabilidade de suas palavras e, sobretudo, a beleza de sua poesía.
Que os Orixás de minha fé bendigam você.
Força e luz.
Z.A. Feitosa (www.feitosa.net)

Ricardo Fabião disse...

Como ilustraríamos sonhos se não existissem metáforas? Se as palavras fossem de plástico inquebrável, feito estátuas? Se não pudessem desenhar curvas dentro e fora de nós?

Bjos,
Ricardo

Grabael disse...

Esse poema é lindo, muito bom!
Muito bom mesmo!
=D
Esses dias tenho notado um mundo de poesias que tenhoa cesso e estou bem feliz, principalmente depois que ganhei um livro, com dedicatória e tudo, de um poeta aqui da região...
Obrigado pela presença lá no blog! As vezes esqueço que podem me ler.
;]

Abraço!

Almirante Águia disse...

Doroni
O céu é o limite
bela viagem astral
muitos símbolos reunidos
a terra e as suas mazelas
uma realidade brutal.

Até mais