Seguidores

domingo, 17 de maio de 2009

AUSÊNCIA


AUSÊNCIA

O que me dói
é esta tua ausência
este teu prazer
em me ver penar...

este clamor
que de mim se ausenta
nesta vida
que me faz chorar.
Doroni

6 comentários:

Click disse...

Um dia o coração da moça descobriu que por dentro das rosas é que havia o real mistério dos nomes. Ela não contou pra ninguém e se doeu. Havia uma estrela... não, várias, estrelas cheias de solidão e luz guardando aquele segredo até que a moça sugeriu um verso. Acho que encontrei. Juro que não conto pra ninguém o que eu ouvi.

Belo poema!

Doroni disse...

Click,
sugestivo nome,

E que lindo comentário
" Ora, direis ouvir estrelas?"
não lembro qual o poeta que disse esta frase mas cabe em minhas Estrelas e também no segredo do seu comentário
bjs e obrigada pela presença
Doroni

Click disse...

Agora estarei sempre que o tempo e as aporrinhações obrigatórias me permitam, Doroni. Sinto grande serenidade por aqui e uma tranquilidade nervosa nas tuas palavras. Como isso me agrada, Deus! Guardemos o segredo, publiquemos apenas na internet. Olavo Bilac, o poeta, foi ele quem disse. E agora a nossa escuta!

Beijos e agradeço sua presença lá no meu cantinho!

João Ferreira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João Ferreira disse...

Amiga Doroni,

Ler suas poesias me faz bem. Nessa época permeada por semi-deuses você me faz perceber que ainda existem seres humanos comuns como eu. Obrigado!

Abraço forte,

João

celina vasques disse...

Ausência dos sonhos...ausência de ti...bastando apenas uma palavra para se tornar presenca!


Lindo Doroni!

beijos Poeta!